Notícias

5 de Maio, dia internacional das parteiras

5 Maio 2018
5 de Maio, Dia Internacional da Parteira

O tema deste ano “ as parteiras lideram o caminho com cuidados de qualidade”, destaca as três primeiras directrizes da estratégia da CIP, estabelecidas na Estratégia 2017-2020 : Qualidade, Equidade e Liderança.  É importante destacar o papel vital que as parteiras desempenham na prestação de cuidados de saúde materna. Além de assegurar uma gravidez e um parto seguros para as mulheres e seus bebés, as parteiras garantem cuidados de maternidade respeitosos e com recursos apropriados para assegurar uma vida saudável além do momento do parto.

Nesta data, UNFPA - Agência das Nações Unidas para Saúde Reprodutiva e Direitos, aproveita para  homenagear e recordar o importante contributo das parteiras para a meta global de alcançar zero mortes maternas, assegurando que toda a gravidez seja desejada, todo o parto seja seguro e o potencial de cada jovem seja alcançado.

As parteiras prestam cuidados de qualidade tanto para mães como para recém-nascidos.

Melhorar a saúde materna é parte da agenda aberta para o período pós-2015 e é uma prioridade para a realização da agenda dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentáveis 2030. (Contagem regressiva 2030, 2017).

A melhoria da qualidade do atendimento no momento do nascimento, especialmente em países de baixa e média renda, foi identificada como a estratégia de maior impacto para a redução dos óbitos fetais, maternos e neonatais.  Entretanto, reduzir globalmente a mortalidade materna e neonatal continua a ser um enorme desafio. A cada ano, 303.000 mulheres continuam  a morrer durante a  gravidez e no parto, e quase 2,6 milhões de bebês morrem nas primeiras semanas de nascimento. 99% dessas mortes ocorrem em países em desenvolvimento.

 Globalmente, a escassez de enfermeiros e parteiras baseada nas necessidades foi estimada em 9 milhões de profissionais em 2013. Capacitadas de acordo com os padrões globais, as  parteiras podem fornecer mais de 87% de todos os cuidados essenciais necessários para os serviços de saúde sexual, reprodutiva, materna e neonatal.

Toda mulher merece acesso a cuidados de qualidade durante a gravidez e o parto. Apoiar as parteiras é uma forma de salvaguardar as vidas das mulheres e dos recém-nascidos! (Fonte: WHO, dados de 2016).

 

Para mais informações, por favor contactar:

Denizia Pinto, oficial de comunicação da UNFPA

Telefone: +244 935 131 948

Email: rochapinto@unfpa.org