O Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA) é a agência de desenvolvimento internacional da ONU líder em saúde reprodutiva e direitos e orienta seu trabalho pelo Programa de Acção aprovado na Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD), realizada no Cairo, Egito, em 1994. Durante a CPID, 179 Estados-Membros da ONU, reconheceram que a igualdade do género e o atendimento às necessidades em educação e saúde, incluíndo a saúde reprodutiva, são pré-requisitos para o alcance do desenvolvimento sustentável no longo prazo.

A agenda do UNPFA alinhada com a Agenda do Desenvolvimento Sustentável 2030, pretende alcançar três resultados estratégicos: i) zero necessidades não satisfeitas por planeamento familiar; ii) zero mortes maternas preveníveis e iii) zero violência e prácticas nocivas contra mulheres e meninas. O alcance e cumprimento desses direitos é um requisito fundamental para que o mandato do UNFPA seja potencializado e o desenvolvimento inclusivo e sustentável seja alcançado.

 

Neste sentido, o UNFPA apoia:

  1. Cuidados de saúde reprodutiva para mulheres e jovens em mais de 150 países – abrangendo mais de 80% da população mundial;
  2. A saúde das mulheres grávidas, especialmente as 1 milhão que enfrentam complicações e risco de vida, a cada mês;
  3. 20 milhões de mulheres por ano, para que possam ter acesso a contraceptivos modernos suficientes;
  4. Treinamento de milhares de profissionais de saúde para ajudar a garantir que pelo menos 90% de todos os partos sejam acompanhados e/ou atendidos por profissionais qualificados;
  5. Prevenção da violência de género, que afecta 1 em cada 3 mulheres;
  6. Abandono da mutilação genital feminina, que prejudica anualmente 3 milhões de meninas;
  7. Prevenção de gravidez na adolescência, cujas complicações são as principais causas de morte de meninas de 15 a 19 anos;
  8. Esforços para acabar com o casamento infantil, que podem afetar cerca de 70 milhões de meninas nos próximos 5 anos;
  9. Entrega de material de parto seguro, kits de dignidade e outros materiais que salvam vidas para sobreviventes de conflitos e desastres naturais;
  10. Censos populacionais, colecta de dados e análises, instrumentos essenciais para o planeamento do desenvolvimento.

UNFPA ANGOLA

O Programa do País 2015-2019, faz parte do quadro das Nações Unidas de apoio ao desenvolvimento, elaborado em parceira com o Governo de Angola, com a participação dinâmica dos parceiros e da sociedade civil.

O UNFPA em Angola almeja alcançar a apropriação e implementação, por parte do governo, de políticas, estratégias e programas para o desenvolvimento económico e social da população.

Para assegurar a sustentabilidade das intervenções, o escritório tem pautado por desenvolver programas que vão ao encontro das prioridades nacionais e de engajar activamente os sectores responsáveis.

O Programa de País tem contribuído nas intervenções para a redução das mortes maternas, na ampliação do acesso aos serviços de saúde especialmente por parte dos mais vulneráveis e na optimização dos gastos em saúde.

O UNFPA Angola, trabalha nas seguintes Áreas Estratégicas: