Notícias

Roda de Conversa sobre População & Desenvolvimento

21 Outubro 2019

No passado dia 17/10, o Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA), promoveu uma Roda de Conversa sobre População e Desenvolvimento, no Hotel Trópico, em Luanda, com vista a refletir sobre os progressos realizados, desafios, oportunidades e prioridades na agenda da população e desenvolvimento em Angola, para o alcance dos compromissos com o Plano de Acção sobre a CIPD.

 

Estiveram presentes entidades do Ministério da Economia e Planeamento, Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (MASFAMU), Ministério da Juventude e Desportos (MINJUD), Instituto Nacional de Estatística (INE), Ministério da Economia e Planeamento (MEP), Direcção Nacional da Saúde Publica (DNSP), Universidade Agostinho Neto, assim como vários sectores da sociedade civil que participaram na plateia para a discussão dos progressos, desafios e oportunidades em termos de população e desenvolvimento em Angola e das Nações Unidas.

 

Esta actividade está inserida na preparação para a Cimeira de Nairobi, no Quénia, de 12 a 14 de Novembro, que marca os 25 anos da realização da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD), no Cairo, em 1994.

 

Segundo os dados estatísticos do INE, sobre a população angolana, prevê-se que o crescimento médio anual seja de 3.1 % e estima-se que a população em 2019 seja de 30 milhões de pessoas; a nível de fecundidade os dados apontam para 6.2 filhos por mulher, aumentando para 8.2 nas zonas rurais. Se estas condições se mantiverem, em 2054, a população do país terá mais do que triplicado.

 

Segundo a Representante do UNFPA em Angola, Dra. Florbela Fernandes: “Em Nairobi, os países deverão renovar e revigorar os compromissos nacionais com a agenda da CIPD. Assim, o compromisso global, será elaborado com base nos compromissos e acções locais. Estou certa que Angola deu passos muito significativos no cumprimento dos compromissos da CIPD, que teremos o privilégio de abordar sobre esses avanços. Da mesma forma, estou convicta de que juntos podemos converter os desafios que hoje enfrentamos em oportunidades e assim acelerar o progresso rumo ao alcance da agenda inacabada.”

 

Em jeito de destaque, Jesus Ramos, jornalista vinculado a ANASO ( Rede Angolana das Organizações Não-Governamentais de Luta Contra VIH/SIDA), Emércio dos Santos, activista LGBT da IRIS Angola e Yolanda Miguel do Conselho Nacional da Juventude participaram também na Roda de Conversa e irão estar presentes na Conferência de Nairobi, a representar Angola.