You are here

UNFPA trabalha na Prevenção do COVID-19 no Sul de Angola

“Tenho recebido um retorno muito positivo, a população tem estado a aderir à mobilização. Há um grande défice de informação em relação ao COVID-19 e, portanto, continuar a sensibilizar, mobilizar e informar para a mudança de comportamento e multiplicação da informação por parte das comunidades torna-se fundamental.”

Como parte da estratégia de Prevenção do COVID-19, nas 4 províncias afectadas pela seca, nomeadamente Cunene, Namibe, Huíla e Cuando-Cubango, o UNFPA Angola tem actuado intensivamente no terreno para a redução do contágio das pessoas e das comunidades.

De acordo com o Coordenador Local da Província da Huíla, Nelson Manuel Gerente, a resposta da população tem sido bastante positiva, estando as comunidades a aderir à campanha de mobilização e sensibilização com curiosidade e vontade de receber mais informações sobre esta pandemia.

Uma proposta de projecto conjunto do CERF 2020 para uma intervenção contínua nas áreas afectadas pela seca no sul de Angola, no valor de USD$ 3,5 milhões, foi aprovada a 2 de Março. O UNFPA Angola recebeu USD$ 285.000 para adquirir e distribuir 10.000 kits de dignidade personalizados e alcançar 15.000 beneficiários com informações que salvam vidas nas áreas de Saúde Sexual e Reprodutiva e Violência Baseada no Género, incluindo mensagens de prevenção do COVID-19. O cronograma do projecto é de Março a Agosto de 2020, em estreita colaboração com as outras agências da ONU envolvidas, UNICEF, FAO e OMS e parceiros do governo.

O Fundo das Nações Unidas para a População está comprometido em continuar a trabalhar activamente juntamente com os seus parceiros para um mundo onde cada gravidez seja desejada, cada parto seja seguro e o potencial de cada jovem seja alcançado, em tempos desafiantes, como os que vivemos com a pandemia do COVID-19.